Sobre os noivos

Como é bom recordar! Aqui você vai saber um pouco mais de nós e da nossa história.

Um pouco de Débora:

25 anos, publicitária pós graduada em gestão empresarial e marketing, cristã, viciada por trabalho, doida por cachorros,  grudinho da irmã, amante de música e aspirante a cantora, fissurada em seriados e cinema, curte estar rodeado de amigos, planejadora de viagens e tem uma leve queda pelo vinho e a pizza. 
Debora é (...) determinada, corajosa, extrovertida, carinhosa, ansiosa e invocada. 


Um pouco de Rodrigo:

30 anos, advogado, pós graduado em direito ambiental, tributário e compliance, flamenguista doente, grudinho da mãe, curte demais momentos em família, amante de música, cinema com pipoca e refrigerante, doido por cachorros. Quer ter uma casa em búzios pra se aposentar. 
Rodrigo é (...) divertido, generoso, proativo, persistente, chiliquento e um tiquinhooooo orgulhoso. (Rs) 

A nossa história: 

Tudo começou no ano de 2007. Eu (noiva) e minha família sempre passávamos a primeira semana de janeiro em São Lourenço (Minas Gerais) em um Hotel de um conhecido de infância do meu pai, o Hotel Sul América. O Rodrigo já tinha ido algumas vezes neste hotel com a família dele também, porém nunca havíamos conciliado as datas. 
Por sempre ir na mesma semana já tinha criado um grupo de amigos que sempre iam na mesma data, desta forma fazíamos as férias ficarem mais divertidas.
Voltando de um passeio com meus pais tinha combinado de encontrar estes meus amigos na piscina e quando chego lá eles estavam conversando com um "pessoal novo". Este pessoal novo era composto pelo Rodrigo e a Fernanda (minha cunhada). "Jeitosinha" que sou, já cheguei me apresentando e perguntando quem eles eram. Conversamos e rimos muito entre "exxqueci e exxxqueiro na exxquina da exxxcola", discussões ente "bolacha" e "bixxxcoito", "porrrta, porrrteira e porrrtão". Este primeiro dia foi seguido de outros 3 tão divertidos quanto e de conversas muito boas. 
Essas conversas continuaram pelo MSN (headradical era o dele e o meu dehzinha.canelhas - viu eu lembro!!). Em poucos meses o Rodrigo já tinha se tornado meu melhor amigo. Conversávamos horas e horas sobre tudo da vida. Eram madrugas às vezes conversando e rindo. Eu já tinha virado fan da SMASH, sua banda de Rock na época e sabia a história de cada composição dele. 
O MSN passou para alguns SMSs de bom dia e boa noite e coitado dos nossos pais quando fomos para o telefone - cheguei a gastar 400 reais (desculpa pai!!!). Graças a Deus hoje a tecnologia melhorou e temos vários jeitos baratinhos de fazer ligação :) 
Quando menos esperávamos, ali na metade de 2007 sabíamos que estava rolando "algo mais" do que a amizade. 
Mas e agora? Morávamos a 500km de distancia, loucura, nós pensávamos. 
Combinamos de nos ver umas 3x e todas deram errado - óbvio eu tinha 16 anos e ele 21. Até que em novembro tivemos uma fatídica conversa - isso aqui é impossível, deixa pra lá e cada um segue sua vida. 
A ruptura parecia impossível. Continuávamos nos falando, mas tentando não ter o cuidado e carinho excessivo de pessoas que estão apaixonadas. 
Tornando a longa história curta, em janeiro de 2008 eu voltei com minha família para o Sul América e não é que ele convenceu a família dele inteira a ir de novo na mesma época?! Era para ser surpresa... mas eu, ansiosa e desconfiada que sou, saquei que minha amiga (Yasmin, amiga, lembra disso?) estava me escondendo algo e descobri. 
Lembro como se fosse ontem qual foi minha oração de joelhos no ano novo de 2008: "Deus, o senhor conhece meu coração, conhece que sim "acho que amo" o Rodrigo, mas se for da tua vontade que a gente consiga de fato namorar e que dure pra sempre, porque não quero sofrer, se não for prefiro que não de certo desde já, mas aí vou precisar da ajuda do Sr. para seguir em frente." Acho que minha oração tem sido atendida né? :) Que Deus lindo! 
Ver ele ali, naquele restaurante quando cheguei gelou meu coração. Fui cheia de vergonha falar com ele e com a família dele - ACREDITEM eu tive vergonha tá? Meus amigos devem estar pensando "até parece Debora com vergonha". 
Dia 02 de Janeiro de 2008, passamos o dia conversando e no final deste dia "tarammmmm" o primeiro beijo!!!!! No cinema do Hotel Sul América assistindo ao filme uma noite no museu. Sempre conversávamos que se ficássemos juntos seríamos "tudo ou nada", então aquele momento entendemos que estávamos indo para o tudo. Uma semana de viagem super bacana! Pude conhecer melhor a família dele e ele a minha. A despedida foi péssima, a primeira acho que foi a pior até hoje. Os dois pareciam crianças choronas, pela saudade e porque também sabiam da encrenca que tinham arrumado (haha). 
E se passaram 8 anos de muita rodoviária, ponte a área e cronograma do amor - pra quem não conhece este é o nome que eu dei para a planilha que organizávamos as datas de quando iríamos nos ver. 
No dia 20 de novembro de 2015 veio o momento esperado: O PEDIDO. Uma curiosidade do pedido foi que o Rodrigo encheu a sala da casa dele de pétala de rosas e velas ao som da nossa música "I could not ask for more" - foi a coisa mais linda - mas depois eu e ele ficamos assistindo vídeo no YouTube de como tirar cera de vela do tapete. Foi muito engraçado! 
E desde o dia 20 de novembro de 2015 estamos nos preparando para o 7 de setembro de 2017.